‘Nothing else matters’: sucesso pop do Metallica faz 30 anos

Dos Meninos Cantores de Viena ao vocalista da banda Motörhead, Lemmy Kilmister, passando por Miley Cyrus e a Orquestra Sinfônica de San Francisco: “Nothing else matters” já teve mais de mil versões cover. Segundo o portal Coverinfo, ela já foi gravada pelo menos 110 vezes. Na virada do século, a canção já marcara época na história do rock.

Isso era algo que ninguém podia prever quando, no fim dos anos 80, James Hetfield, vocalista da Metallica, cantarolava distraído em seu quarto de hotel, irritado com o estresse da turnê. Por muito tempo, nem ele acreditava que daí tivesse saído um hit mundial.

“Eu pensei: ‘Nada é menos Metallica do que isso, é a última canção que alguém vai querer escutar'”, revelou em 2012 ao jornal The Village Voice. Hetfield teve que ser convencido a incluí-la no álbum Metallica, de 1991. Em 20 de abril de 1992, a banda americana lançava “Nothing else matters” como single.

Elton John dá seu veredito
Em termos de texto, o compositor a considera uma canção bem íntima: “Um verdadeiro testemunho pela honestidade e por se expor, colocar o seu verdadeiro eu no mundo e correr o risco”, comentou na mesma entrevista. Esse não é necessariamente o conteúdo mais típico de uma das maiores bandas de metal do mundo, como a Metallica era na época.

Também do ponto de vista musical, certos fãs consideraram a balada um tapa na cara: depois da introdução com guitarra elétrica, entra em cena um violão acústico, só mais tarde aparecem elementos de heavy metal. Ainda mais ofensivas para os mais ortodoxos são as melosas cordas orquestrais no acompanhamento.

Quase 30 anos mais tarde, porém, Elton John daria seu veredito: para ele, “Nothing else matters” é “uma das melhores canções já compostas”. A estrutura de harmonias, a melodia e as variações de andamento fazem dela uma verdadeira peça dramática, comentou o astro pop britânico no show de TV de Howard Stern em 2021. Hetfield disse ter ficado comovido com essas palavras.

Em 2020, a famosa dupla americana de patinadores do gelo Oona e Gage Brown fez um espetacular número ao som da música. Porém, mesmo sem coreografia, “Nothing else matters” é praticamente sinônimo da banda Metallica e, mesmo 30 anos após seu lançamento, uma das canções pop mais cultuadas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui