OBMEP: alunos vazam supostos gabaritos durante a prova de olimpíada de matemática

Alunos que participavam nesta terça-feira (7) da primeira fase da 17ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), promovida pelo governo federal no país todo, publicaram supostos gabaritos das provas ainda durante o horário de realização do exame.

Em diversas publicações nas redes sociais, usuários compartilhavam listas das respostas e até imagens dos gabaritos preenchidos.

O regulamento permite que a prova seja aplicada em todos os turnos. Portanto, alunos que realizaram a prova durante a tarde puderam ter acesso aos gabaritos vazados durante a manhã.

O exame é realizado pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e aplicado e corrigido pelas escolas. Pelo regulamento, é proibida a entrada de alunos portando aparelhos eletrônicos como celulares, smartphones, tablets, iPods, entre outros.

Procurado pela reportagem, o IMPA negou que os gabaritos tivessem sido vazados e reforçou a proibição de uso de celular durante o exame.

“O regulamento da OBMEP proíbe o uso de celulares durante a realização da prova e a divulgação das respostas. Se comprovada a violação, a escola e os alunos podem ser desclassificados.”

A entidade ainda informou que em edições anteriores já houve divulgação de questões falsas e de respostas incorretas para a prova.

Segundo o instituto, mais de 18,1 milhões de alunos dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio estavam inscritos para realizar as provas.

Os gabaritos e as provas estavam separadas por três níveis, de acordo com o grau de escolaridade do aluno:

Nível 1: caderno amarelo para 6º e 7º anos do fundamental;
Nível 2: caderno rosa para 8º e 9º anos do fundamental; e
Nível 3: caderno azul para os três anos de Ensino Médio.
Os resultados da classificação para a segunda fase devem ser divulgados em 2 de agosto. As provas serão aplicadas em 8 de outubro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui