No Acre, candidatos que fizeram Enem digital também elegem prova de matemática como a mais difícil

Candidatos resolveram 90 questões da segunda prova do Enem Digital neste domingo (7), em Rio Branco — Foto: Lidson Almeida/Rede Amazônica Acre 1 de 3
Candidatos resolveram 90 questões da segunda prova do Enem Digital neste domingo (7), em Rio Branco — Foto: Lidson Almeida/Rede Amazônica Acre

Candidatos resolveram 90 questões da segunda prova do Enem Digital neste domingo (7), em Rio Branco — Foto: Lidson Almeida/Rede Amazônica Acre

Os participantes do Acre aprovaram a versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio Digital (Enem). O segundo dia de provas ocorreu neste domingo (7) e os inscritos fizeram o exame em 41 laboratórios de nove instituições de Rio Branco, capital do Acre. Assim como na versão impressa, os candidatos também elegeram a prova de matemática como a mais difícil.

Daniela Oliveira disse que achou a disciplina de matemática a mais difícil. Ela explicou que escolheu a versão digital já para evitar aglomerações e proliferação do novo coronavírus.

“Estava tudo ótimo, organizado, adequado. Na verdade, fiz para me testar e achei muito bom, melhor que o normal. Espero que continue assim”, afirmou.

No primeiro dia, domingo (31), apenas 402 dos 1.154 inscritos compareceram para fazer a prova, outros 752 candidatos inscritos não fizeram o exame.

Os portões dos locais de aplicação abriram às 9h30 (horário do Acre), fecharam às 11h e as provas começaram às 12h30. O término da aplicação deste domingo será às 16h30. Os candidatos resolveram 90 questões de ciências da natureza e matemática.

“Estava bem organizado. Achei melhor essa forma por causa da pandemia que a gente está, a gente não fica muito exposto passando as mãos em um canto e outro. Achei melhor, porque a situação não está boa”, contou o estudante Ítalo Menezes, de 23 anos.

O jovem fez a prova para tentar uma vaga nos cursos de agronomia ou medicina. Ele, que já trabalha em fazenda com o pai que é pecuarista, disse que achou a modalidade mais segura.

Menezes contou também que fez a prova em mais de uma hora e achou matemática a matéria mais difícil. “Pelos cálculos mais pesados, mas achei mais fácil biologia. Gastei de uma a uma hora e vinte minutos para fazer as questões”, destacou.

Italo Menezes, de 23 anos, vez o Enem pela segunda vez e disse aprova a nova modalidade — Foto: Lidson Almeida/Rede Amazônica Acre 2 de 3
Italo Menezes, de 23 anos, vez o Enem pela segunda vez e disse aprova a nova modalidade — Foto: Lidson Almeida/Rede Amazônica Acre

Italo Menezes, de 23 anos, vez o Enem pela segunda vez e disse aprova a nova modalidade — Foto: Lidson Almeida/Rede Amazônica Acre

Ausências

Anny Gabrieli, de 23 anos, fez a prova digital do Enem para cursar direito. A preparação para o exame incluiu mais de uma hora de estudos, muita leitura e assistir jornais para ficar bem informada.

A jovem diz que sentiu falta de muitos candidatos no segundo dia de provas.

“Me dediquei, mas estava esperando os assuntos, achei boa. Não achei difícil, estava básico, caiu o que realmente estudei. Achei que seria mais fácil para leitura. Gostei bastante. Senti uma falta significativa [de outros candidatos], mas tem a pandemia e a gente até entende”, frisou.

Anny Gabrieli pretende cursar direito e se dedicou para a prova deste domingo (7) — Foto: Lidson Almeida/Rede Amazônica Acre 3 de 3
Anny Gabrieli pretende cursar direito e se dedicou para a prova deste domingo (7) — Foto: Lidson Almeida/Rede Amazônica Acre

Anny Gabrieli pretende cursar direito e se dedicou para a prova deste domingo (7) — Foto: Lidson Almeida/Rede Amazônica Acre

Todos os participantes precisaram comparecer ao local de provas utilizando máscara para proteção contra a Covid-19. A máscara deveria cobrir totalmente o nariz e a boca do participante, desde à sua entrada até a saída do local de provas. Era ainda permitido levar máscaras reservas para troca durante a prova.

Os inscritos que apresentassem sintomas na véspera (após às 12h) ou no dia da prova não poderiam comparecer ao exame. Nesses casos, os participantes também poderiam solicitar a reaplicação. Em situações como essas, o sistema para recebimento da documentação comprobatória estará aberto após o fim da aplicação do Enem Digital, entre 8 e 12 de fevereiro, mesmo período para pedidos de participantes que se sentiram prejudicados por incidentes logísticos durante o exame. A reaplicação ocorrerá em provas impressas, independentemente da versão em que o participante estava inscrito (impressa ou digital).

O candidato também não poderia esquecer de levar um documento de identificação.

Abstenções

A primeira experiência de um Enem digital, que tem prazo de 5 anos para atingir 100% dos estudantes, teve um número alto de faltosos. Segundo balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelas provas, a taxa de abstenção no Acre foi de 65,2%.

Dos 1.154 candidatos inscritos para fazer o Enem digital, em Rio Branco, 402 compareceram aos locais de prova. Ao todo, 752 candidatos inscritos não fizeram o exame.

A taxa de abstenções do exame na versão digital foi ainda maior que nos domingos anteriores, quando as provas foram impressas. No primeiro dia do Enem impresso no Acre, segundo o Inep, o índice de faltosos foi de 51,5% do total de 40.674 inscritos. Já no segundo dia, que ocorreu no último dia 24 de janeiro, a taxa de abstenção foi de 54,8%.

Enem digital

Por ser a versão piloto, as provas foram feitas apenas na capital acreana, Rio Branco, nos laboratórios de informática das seguintes instituições:

  1. Escola Estadual Profª Heloísa Mourão Marques – bairro Aeroporto Velho;
  2. Escola Estadual Profº Humberto Soares da Costa – bairro José Augusto;
  3. Instituto de Educação Loureço Filho – bairro Vila Ivonete;
  4. Centro Universitário U:Verse – antiga FAAO;
  5. Centro Universitário Uninorte – bairro Jardim Europa;
  6. Centro Universitário Estácio de Rio Branco – bairro da Paz;
  7. Escola Estadual Padre Diogo Feijó – bairro Floresta;
  8. Instituto Federal do Acre (Ifac) – Campus Rio Branco
  9. Senai – Escola Cel. Auton Furtado – bairro Cadeia Velha

O cronograma seguiu o mesmo da versão impressa do exame. No primeiro domingo (31), foram aplicadas 45 questões objetivas de Linguagens e Códigos e 45 de Ciências Humanas, além da redação. A duração máxima para realização da prova foi de 5h30.

Apesar de o formato digital, a redação continuou manuscrita. Por isso, assim como na prova física, o candidato teve que levar caneta preta, de tubo transparente.

Medidas de segurança devido à pandemia

Segundo o Inep, as medidas de prevenção contra o novo coronavírus deveriam ser as mesmas para todos os lugares. Não houve planejamento especial para os locais que estivessem com aumento no número de casos.

Entre as medidas, estavam:

  • Uso obrigatório de máscaras para candidatos e aplicadores;
  • Disponibilização de álcool em gel nos locais de prova e nas salas (a quantidade total só será conhecida após a aplicação do exame);
  • Recomendação de distanciamento social no deslocamento até as salas de provas;
  • Identificação de candidatos do lado de fora das salas, para evitar aglomeração – haverá marcações no piso para ter distanciamento, caso haja fila;
  • Contratação de um número maior de salas: na edição de 2019 foram 140 mil locais de aplicação; agora serão 200 mil
  • Salas de provas com cerca de 50% da capacidade máxima;
  • Candidatos idosos, gestantes e lactantes ficarão em salas com 25% da capacidade máxima;
  • Higienização das salas de aulas, antes e depois do exame.

A retirada da máscara poderia ser feita, segundo o protocolo, para alimentação, ingestão de líquidos e troca do item. Candidatos ainda deveriam levar documento de identidade com foto e caneta de cor preta e corpo transparente.

Cronograma do Enem 2020

  • Provas impressas: 17 e 24 de janeiro
  • Prova digital: 31 de janeiro e 7 de fevereiro
  • Reaplicação da prova: 24 e 25 de fevereiro
  • Resultados: a partir de 29 de março

Colaborou o repórter Lidson Almeida, da Rede Amazônica Acre.

VÍDEOS: G1 em 1 Minuto

55 vídeos

G1 em 1 Minuto - AC: Rio Branco decreta situação de emergência

G1 em 1 Minuto - AC: Polícia investiga desaparecimento da irmã de adolescente achada mortaG1 em 1 minuto-AC: No primeiro dia de Enem digital, 65% dos candidatos faltaram