'Me sinto jovem', diz idosa de 68 anos que faz Enem pela terceira vez e pretende cursar direito

Luzia Justina Alves de Sousa, de 68 anos — Foto: Tiago Mendes /TV Clube 1 de 2
Luzia Justina Alves de Sousa, de 68 anos — Foto: Tiago Mendes /TV Clube

Luzia Justina Alves de Sousa, de 68 anos — Foto: Tiago Mendes /TV Clube

O otimismo e a persistência da aposentada Luzia Justina Alves de Sousa, de 68 anos, não a deixaram de fora do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Esta é a terceira vez que a idosa, moradora da comunidade Camurupim, Zona Rural de Luís Correia, enfrenta a maratona de provas para realizar o seu grande sonho: cursar direito.

Luzia chegou de máscara e com um frasco improvisado com álcool ao campi da Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar) às 11h30, horário de abertura dos portões. Ela não tem comorbidades, mas informou que está seguindo as recomendações das autoridades de saúde à risca.

“Pra mim, é muito satisfatório, é um orgulho fazer parte desse grupo que está aí hoje. Me sinto jovem e espero chegar lá, fazer uma boa prova”, relatou.

Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar) — Foto: Tiago Mendes/ TV Clube 2 de 2
Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar) — Foto: Tiago Mendes/ TV Clube

Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar) — Foto: Tiago Mendes/ TV Clube

Em uma das tentativas, a idosa chegou a passar para turismo na universidade, porém, decidiu não cursar. Luzia contou que está preparada e confiante neste ano. “Eu pretendo, se passar, cursar Direito. É um sonho”, disse.

Neste segundo dia, serão 5h de prova. As provas serão as de ciências da natureza e matemática. No primeiro dia, no último domingo (17), foram 5h30 de duração, com a aplicação das questões de linguagem, ciências humanas, além da redação.

VÍDEOS: Assista às notícias mais vistas do G1 Piauí

200 vídeos

Mulher acusa adolescente de furto em shopping de Teresina

Vídeo mostra mulher dançando na Câmara Municipal de Bom JesusVídeo mostra criança sendo espancada no Piauí