Mais de 8 mil estudantes fazem hoje Enem digital em 12 cidades de Minas; 'Expectativa de sala vazia', diz candidata


Esta é a primeira vez que o exame vai acontecer também neste formato. As provas físicas foram realizadas nos dias 17 e 24 de janeiro. Portaria da PUC Minas Coração Eucarístico no primeiro dia de Enem Digital
Flávia Cristini/ TV Globo
Mais de 8,6 mil pessoas farão a versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (31) e no dia 7 de fevereiro em Minas Gerais. Os portões dos locais de aplicação da prova foram abertos às 11h30 e fecharam às 13h (horário de Brasília). As provas começam às 13h30 e o término às 19h.
Esta é a primeira vez no país que o exame vai acontecer também neste formato. As provas físicas foram realizadas nos dias 17 e 24 de janeiro.
Estudante Sara Monteiro chega na PUC Coração Eucarístico, em BH, para fazer Enem Digital.
Cristiane Leite/ TV Globo
Sara Monteiro está em busca de uma vaga no curso de Designer de Interiores e optou pelo Enem digital por ter facilidade com tecnologia. Ela chegou cedo no campus da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) do Coração Eucarístico, na Região Noroeste de Belo Horizonte.
“Primeiro porque penso que as salas estejam mais vazias e também por ter mais facilidade com tecnologia e como é a primeira edição gostaria de experimentar para ver como que é”, explicou a estudante.
Não é só o conteúdo da prova que preocupa os candidatos. Sara disse que escolheu o Enem Digital por acreditar nas medidas sanitárias para evitar o contágio do coronavírus. Ela falou que está com esperança da sala estar mais vazia que no dia da aplicação das provas físicas.
“Estou com expectativa de sala vazia. Espero que sim, pelo que eu fiquei sabendo seria no máximo 25 pessoas. Vamos ver se será lado a lado ou um atrás do outro”, disse a jovem.
Gabriel Gomes, de 18 anos, candidato ao Enem digital na PUC Minas do Coração Eucarístico, em BH
Flávia Cristini/ TV Globo
O estudante Gabriel Gomes, de 18 anos, vai fazer o Enem pela primeira vez e quer ser médico ou advogado.
“Primeiro Enem e estou com a expectativa boa porque tive muito tempo para estudar. Acho que vai dar tudo certo. Quis fazer a versão digital pela curiosidade de saber como ficaria este modelo”, contou Gabriel.
Ele ainda disse que a prova impressa “já não é uma realidade”.
“Sou adaptável à tecnologia. Tenho uma lista de faculdade que quero fazer, mas de início penso em Direito e Medicina”.
Tudo sobre o Enem 2020
Baixe o app com jogos de perguntas e respostas sobre o Enem
Saiba como consultar onde você fará o Enem 2020
Doze cidades mineiras vão participar
Belo Horizonte
Betim
Contagem
Governador Valadares
Ipatinga
Juiz de Fora
Montes Claros
Passos
Patos de Minas
Poços de Caldas
Sete Lagoas
Uberlândia
Ninguém fará a prova em casa
O Enem digital será aplicado em locais designados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Ninguém fará a prova em casa.
O presidente do Inep, Alexandre Lopes, afirma que até há condições para fazer uma prova remota – existem tecnologias como câmeras que checam se o candidato está tentando colar ou obter vantagem indevida.
“Nós não pensamos em fazer no momento, mas é o natural pelo avanço da tecnologia. É um processo mundial. O que a tecnologia vai trazer de possibilidade no futuro é difícil de prever”.
Candidato não faz Enem digital em casa e ainda usa caneta na prova; veja mitos sobre a nova versão do exame
Ainda segundo o Inep, haverá computadores para todos. Inclusive, cada local de prova terá máquinas extras que podem substituir as que apresentarem problemas.
Se alguma quebrar, um técnico de informática disponível na sala avaliará a possibilidade de transferir o candidato para outro computador. Se o procedimento demorar menos de 15 minutos, o estudante pode terminar a prova. Caso leve mais tempo, ele terá de fazer a reaplicação do Enem em fevereiro.
Para impedir a cola nos locais do exame, os computadores não terão acesso à internet nem lerão CDs ou dispositivos conectados por cabo USB. O candidato também não conseguirá usar programas de edição de texto (como Word) ou calculadora.
Segundo o Inep, o uso da caneta preta de tubo transparente é obrigatório. Apesar de a prova ser digital, a redação é manuscrita, não digitada.
Veja 10 perguntas e respostas sobre o Enem Digital
O uso de máscara é obrigatório, por causa da pandemia. Segundo o Inep, haverá 25 candidatos por sala, em média. Ou seja: é essencial se proteger da infecção.
Os demais protocolos contra a Covid-19 também devem ser respeitados, como o distanciamento entre as mesas, a disponibilização de álcool em gel e a ventilação natural no ambiente.
Check-list
Primeira prova do Enem digital é aplicada neste domingo (31) em 104 cidades do Brasil
Reprodução/TV Globo
Itens obrigatórios para fazer o Enem 2020:
Caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente;
Documento de identificação;
Máscaras de proteção contra a Covid-19.
Além disso, é recomendável levar álcool em gel, cartão de confirmação de inscrição, água e um lanche.
Vídeos: Aplicativo G1 Enem