Mães ficam do lado de fora durante prova do Enem para 'mandar energia positiva' para filhas

ENEM 2020 - Natal, 17/01/2021 - A pedagoga Renata Sobrinho e a gerente comercial Giovanna Freire se conheceram do lado de fora do local de prova, após fechamento de portão, enquanto mandavam "energias positivas" para filhas. — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi 1 de 1
ENEM 2020 – Natal, 17/01/2021 – A pedagoga Renata Sobrinho e a gerente comercial Giovanna Freire se conheceram do lado de fora do local de prova, após fechamento de portão, enquanto mandavam “energias positivas” para filhas. — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

ENEM 2020 – Natal, 17/01/2021 – A pedagoga Renata Sobrinho e a gerente comercial Giovanna Freire se conheceram do lado de fora do local de prova, após fechamento de portão, enquanto mandavam “energias positivas” para filhas. — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

Os portões se fecharam às 13h, mas as mães das adolescentes Bruna Freire e Renata Marrocos, ambas de 16 anos, continuaram do lado de fora da UNP – o maior local de prova do Enem 2020 em Natal. O motivo: ambas queriam mandar “boas energias” para as filhas pelo menos durante o início da prova, às 13h30.

“Eu faço questão. Como mãe, eu tenho certeza que ela sente. Eu faço questão de deixar na sala. Como a gente não pôde entrar esse ano, eu fico aqui no cantinho fazendo minha oração para que ela sinta toda energia”, disse a gerente comercial Giovanna Freire, cuja filha, Bruna, está fazendo o Enem como teste.

A jovem vai cursar o último ano do ensino médio em 2021, mas decidiu fazer a prova como forma de se preparar para o próximo Enem. “Digo para ela fazer tranquila. Ano que vem, se Deus quiser, ela vai atingir o objetivo dela. Como mãe, estou do lado dela sempre”, contou.

Giovanna não conhecia a pedagoga Renata Sobrinho – outra mãe que também ficou do lado de fora da universidade para mandar “energias” para a filha, Gabrielle Marrocos, também de 16 anos. Ambas começaram a conversar e perceberam que estavam no local pelo mesmo motivo.

“Eu acredito que é coisa de mãe, na verdade. É para dar uma força. Mesmo que seja de longe, a gente pensa que essa força chega mais rápido se a gente ficar aqui mais um pouquinho. Acredito que seja isso”, comentou Renata.

11 vídeos

De boa no Enem traz videoaula de física

De boa no Enem: videoaula tira dúvidas sobre química orgânicaDe boa no Enem: criatividade na hora de dar aula