Em meio à pandemia, abstenção no 2º dia de provas do Enem sobe no Acre e chega a 54,8%


Número de ausências foi maior que no primeiro dia, quando taxa chegou a 51,5%, segundo o Inep. Mais de 22 mil candidatos inscritos não compareceram para fazer a prova nesse domingo (24). Em meio à pandemia, abstenção no 2º de provas do Enem sobe no Acre e chega a 54,8%
Aline Nascimento/G1
O segundo dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no Acre, nesse domingo (24), teve nova abstenção recorde, superior à do primeiro dia, em 17 de janeiro. De acordo com balanço, 54,8% dos inscritos no estado deixaram de comparecer aos locais de aplicação, espalhados por 17 municípios.
O Instituto Nacional de Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), organizador do exame, informou que 18.389 pessoas compareceram às provas nesse domingo, o que representa um percentual de 45,2%, enquanto 22.285 faltaram. Ao todo, eram esperados 40.674 de candidatos. No primeiro dia do exame, a abstenção foi de 51,5% no Acre, ficando igual à média nacional.
Matemática é eleita por candidatos do AC como a mais difícil no 2º dia de provas do Enem
A prova do domingo (24) teve questões de matemática e ciências da natureza e o anterior reuniu ciências humanas, linguagens e redação.
No Enem 2019, mais de 11 mil pessoas faltaram o segundo dia de provas e o percentual de abstenção ficou em 28,60%. Naquele ano, o estado tinha 38.649 inscritos no exame, sendo que 27.596 candidatos realizaram as provas no segundo dia.
Pela primeira vez, o Enem também conta com uma prova digital, que será aplicada nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. No Acre, além dos mais de 40,6 mil candidatos inscritos para fazer as provas impressas, outros mais de 1,1 mil se inscreveram para fazer a versão digital.
Abstenção no país
O índice nacional de abstenção do Enem 2020 também subiu no segundo dia de prova e atingiu 55,3% do total de candidatos confirmados esperados para esta edição. Este é o maior índice de toda a história do Enem. Antes, o recorde havia sido registrado em 2009.
De acordo com o balanço do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 2.470.396 pessoas compareceram às provas (44,7%) deste domingo e 3.052.633 (55,3%) faltaram. Ao todo, eram esperados 5,5 milhões de candidatos.
Esta edição foi marcada pelo adiamento das provas para janeiro deste ano – inicialmente marcadas para novembro de 2020. A decisão foi tomada em julho do ano passado em razão do agravamento da pandemia.
O próximo domingo terá a aplicação do projeto piloto do Enem digital, com provas para 96 mil inscritos.
Reaplicação da prova
Abre nesta segunda-feira (25), o prazo para reaplicação do exame, destinado aos candidatos que enfrentaram problemas para realizar nos dois últimos domingos. A reaplicação do Enem ocorrerá nos dias 23 e 24 de fevereiro. Deve fazer o pedido até sexta (29):
quem perdeu o Enem por problemas de infraestrutura, como as salas lotadas no domingo passado ou falta de luz nos locais de prova
quem teve diagnóstico de Covid ou doenças infectocontagiosas na véspera do exame. O Inep já recebeu até o momento 18.210 solicitações relacionadas ao novo coronavírus e aprovou 13.716 desse total
O pedido deve ser feito na Página do Participante. Cada caso será analisado pelo Inep.
VÍDEOS: G1 em 1 Minuto