Curvelo registra pouco movimento nos locais de prova do Enem

A dona de casa, Mayane, chegou de ônibus no local de provas em Curvelo — Foto: Francyne Perácio/G1 1 de 3
A dona de casa, Mayane, chegou de ônibus no local de provas em Curvelo — Foto: Francyne Perácio/G1

A dona de casa, Mayane, chegou de ônibus no local de provas em Curvelo — Foto: Francyne Perácio/G1

A dona de casa Mayane Pinto de Jesus percorreu 55 km de Felixlândia até Curvelo, na região Central de Minas, de ônibus, para participar do Enem. Por medo de se contaminar com a Covid-19, ela até pensou em desistir de fazer a prova.

“Muitos casos aqui na cidade, a gente mora num município pequeno, que não tem tantos casos. Então, por estarmos saindo, o medo é muito grande”, declarou.

Já na Escola Estadual Interventor Alcides Lins, Helena Maria de Souza, de 19 anos, chegou acompanhada da mãe. A maior preocupação da estudante é com os protocolos de segurança durante o exame.

Helena chegou acompanhada da mãe no local de provas em Curvelo — Foto: Francyne Perácio/G1 2 de 3
Helena chegou acompanhada da mãe no local de provas em Curvelo — Foto: Francyne Perácio/G1

Helena chegou acompanhada da mãe no local de provas em Curvelo — Foto: Francyne Perácio/G1

“Eu moro com meus pais, eles são do grupo de risco. Tem uma bebezinha agora lá em casa, então a gente fica com medo. Tem que ter um cuidado redobrado”, explicou Helena.

O primeiro dia do Enem, em Curvelo, foi marcado por pouco movimento nos locais de prova. Segundo o Inep, 2.756 candidatos se inscreveram para fazer o exame na cidade. O instituto ainda não divulgou os dados sobre o número de participantes que fizeram a prova, mas nas ruas e na porta dos locais de aplicação, a movimentação foi inferior se comparado aos anos anteriores.

“No último Enem, antes da gente chegar no destino, já tinham outras chamadas de corridas. Não tinha carro suficiente para as corridas. Já este ano, não teve nenhum chamado para o local de prova, muito devagar”, contou Adilson Silva, motorista de aplicativo.

Adilson Silva, motorista de aplicativo, não recebeu chamadas para corridas no Enem deste ano — Foto: Francyne Perácio/G1 3 de 3
Adilson Silva, motorista de aplicativo, não recebeu chamadas para corridas no Enem deste ano — Foto: Francyne Perácio/G1

Adilson Silva, motorista de aplicativo, não recebeu chamadas para corridas no Enem deste ano — Foto: Francyne Perácio/G1

Adilson acredita que a pandemia pode, sim, ter contribuído para a grande abstenção dos candidatos.

“Pessoal está com medo. Como esse vírus está muito violento nessa segunda fase, o pessoal está com medo”, completou.

VÍDEOS: saiba tudo sobre o Enem 2020

42 vídeos

Primeiro dia de provas do Enem vai ser neste domingo (17)

Governo do AM publica decreto que confirma suspensão das provas do Enem no estadoTribunal nega recurso e mantém realização do Enem nos próximos dois domingos