Candidata fez meditação e massagem para controlar ansiedade e chegar bem à prova do Enem, em Fortaleza


‘Desde segunda, eu já estou pensando no domingo”, disse candidata no local do teste. Thays Menezes realizou seções de terapia e massagem para controlar a ansiedade para o Enem
Felipe Mesquita/SVM
“Foi uma preparação desde o começo da semana, para que vir aqui hoje e conseguir fazer. Desde segunda, eu já estou pensando no domingo”, afirmou Thays Menezes, 19 anos, que chegou por volta de 10h30 ao local de prova, em Fortaleza, para o primeiro dia de prova do Enem. Durante a semana, fez massagem, sessões de terapia e meditação como forma de se preparar. Devido à ansiedade, ela conta que só dormiu cerca de 3h durante esta noite.
Durante a semana, Thays fez aulas de meditação e seções de terapia e massagens para diminuir os impactos da ansiedade, agravada devido ao contexto de pandemia. Mesmo assim, a candidata disse que acordou neste domingo ansiosa e eufórica para a prova.
“Eu já cheguei aqui me coçando. Aquela ansiedade, fico meio eufórica, eu fico com coração acelerado e falta de ar’, disse Thays.
Leia mais: Risco do candidato do Enem pegar Covid é maior no transporte público do que na sala de prova, dizem infectologistas
A estudante afirmou tem uma base boa de estudos e que acredita que vai fluir bem no primeiro dia de prova. Ao longo do ano, Thays estudou por meio de um cronograma que encontrou on-line, com foco em três matérias por dia.
Apesar da ansiedade, Thays acredita que realizar o Enem é muito importante. “Acho importante vir fazer [o Enem] porque é um teste para mim, ver como tá a evolução do meu estudo. E mesmo que eu tivesse passado para alguma coisa ano passado, esse ano eu ainda taria fazendo, porque eu gosto desse negócio”, relatou a estudante.
O Enem ocorre neste domingo (15) para mais de 5,5 milhões de candidatos em todo o Brasil, em meio ao pior cenário da pandemia de Covid-19. No Ceará, são 320 mil pessoas aptas a fazer a prova. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 começa neste domingo (17) para mais de 5,5 milhões de candidatos confirmados, em meio à alta no número de casos de coronavírus.